Publicado em Resenha

Qual o nome do mal que habita em você?

O que fazer quando o mal te procura? O que fazer quando ele se apresenta pra você, como se fosse alguém real, que está presente ali? Talvez ele esteja. Glau Kemp já inicia o livro nos apresentando uma realidade muito além do esperado, nos apresenta uma obra que mistura pavor, repulsa e o mais primitivo sentimento de todos: o medo.

Escrita: Eu, particularmente, gostei muito da escrita da autora. É um tanto quanto leve para um livro de terror, mas isso não atrapalha, pelo contrário, coopera muito na fluidez e “abre o apetite” para se ler cada vez mais.

Personagens: Kemp estruturou os personagens de forma tão brilhando que você não sabe o que esperar deles. Diferente de muitas obras em que ou o personagem é completamente sádico, chegando a fugir da realidade às vezes, ou é de perfeição inalcançável, Glau apostou em personagens intensos, de atitudes, muitas vezes, impulsivas.

Eventos: O melhor de tudo para mim. A colocação de personagens em cada evento, a ligação entre eles e o final fazem dessa obra uma das melhores, na minha opinião, quando o âmbito é terror nacional.

Segue a história que Clara e Donavan quiseram que eu contasse a vocês. Espero que ninguém se sinta aterrorizado como fiquei. Para mim foi real. Não deixe que para você também seja.

Finalizo deixando aqui uma partinha da nota da autora. E, essa noite, faça uma oração antes de dormir, deixe a luz acessa e não olhe de baixo da cama.

Anúncios
Publicado em Resenha

Demonologistas, verdadeiro ou falso?

Essa é a principal questão que “Ed & Lorraine Warren: os maiores demonologistas do mundo” nos traz. Tiago Bode juntou todos, ou boa parte, dos arquivos existentes sobre o casal, mostrando nessa obra um pouco da história de vida dos dois, os principais casos e todas as pontas soltas encontrada em muitos de seus casos. Mistério, medo e dúvida são as principais coisas que cercam essa obra.

Escrita: Nada muito sensacional, afinal, o livro é como um documentário escrito, então a linguagem é simples, com o objetivo de fazer com que o leitor entenda o que se passa em cada caso. Tiago Bode alcançou o seu objetivo, na minha opinião, em atingir todos não só o público que especifico desse assunto, mas também o público curioso e leigo.

Personagens: Personagens reais, isso é o que torna essa obra mais legal, pois se você jogar na internet você encontra essas pessoas, encontra os lugares. Isso mostra que o autor teve um grande cuidado de escrever algo imparcial e voltado para algo realmente real.

Eventos/Casos: Não contêm muitos detalhes, alguns casos, os mais famosos, tem mais detalhes que os casos menos conhecidos. Porém, o que me chamou atenção foi a riqueza de nomes e, principalmente, o esforço do autor para sempre mostrar os dois lados da moeda: O lado dos demonologistas e o lado das pessoas que afirmam que o casal é uma fraude, deixando, a cada página o questionamento para o próprio leitor responder.

O mal existe ou sempre foi uma invenção do ser humano? Cada um sabe dos anjos e dos dêmonios que carregam em si, o que muda é qual você escolhe seguir.

“As forças malignas existem até agora, o conto de fadas é real! Deus existe, o diabo existe, nosso caminho é saber qual escolher.” — Ed Warren

Publicado em Resenha

Você só precisa de 5 min de coragem

“Não se esqueça que as pessoas mudam, mas o passado não”

Gostou da frase? E se eu te falar que ela vem de um livro de romance feito pela escritora americana Beca Fitzpatrick, e que essa resenha é só sobre o primeiro da série? Isso mesmo, a série HUSH HUSH conta com quatro livros: Sussurro, Crescendo, Silêncio e Finale. Essa análise vai te dar um gostinho do que o primeiro livro pode te proporcionar.

Escrita: A autora tem uma escrita muito leve, interpõe pensamentos da personagem (Nora) e narrativa do ponto de vista da mesma, deixando bem detalhado os eventos e como Nora enxerga as coisas.

Personagens: Muito bem construidos. Beca Fitzpatrick investe em personalidades fortes, extremamente diferentes uma das outras e usa a individualidade de cada um para deixar pontas soltas que são solucionadas ao decorrer do livro. Achei essa iniciativa de usar o caráter dos personagens para nos fazer questionar e não os eventos, como geralmente são usados.

Eventos: No começo, tudo é muito confuso e lento. Como eu disse acima, o livro na questiona o leitor apenas através de eventos, mas usando a personalidade de cada personagem também. É preciso estar atenta ao jeito do personagem, algumas pequenas ações que não condiziam com aquele personagem ao longo do livro. Os eventos se desenrolam muito vagarosamente, o que, na minha opinião, pode deixar o leitor cansado. Contudo, ao entrar no enredo de fato, onde não são colocada indagações ao legente, mas sim resposta, é onde eu considero o ápice da trama, prendendo quem lê cada minuto.

Um livro provocante, ousado e, ao mesmo tempo, libertador, Sussurro nos proporciona a oportunidade de vivermos experiências muito além de nossa compreensão. Curioso? Você só precisa daqueles cinco minutos de coragem.

Publicado em Entrevista

Entrevista com escritores: Fábio Canata

O entrevistado de hoje que nos deu a honra de disponibilizar cinco minutinhos do seu tempo para responder nossas perguntas é o Fábio Henrique Canata, criador do livro De volta a cidade do medo, um romance policia que vale muito a pena de se ler.

1. Com quantos anos você começou a escrever?

R: Com meus 16 anos. 

2. Possui algum hobbie além da escrita?

R: Gosto muito de games, sempre dedico algumas horas no fim de semana para jogar alguns games que tenho na minha coleção.

3. Como leitor, qual seu gênero literário favorito?

R: Romance Policial. Amo de paixão! 

4. Um escritor que você se inspira?

R: Agatha Christie

5. Qual seu público alvo? Algum obra futura?

R: Jovens acima dos 17 e adultos. Por escrever romances policiais as histórias são densas e não aconselháveis a abaixo desta faixa etária.
Sim, alguns projetos futuros mas nada concreto ainda! 

Publicado em Resenha

A Fera da Bela

Um dia. 24 horas foi o tempo que precisei para ler o livro A fera em mim, da Serena Valentino. Ler, não, devorar! Ouvi esse título ser mencionado pela primeira vez quando assisti um vídeo no canal do Imaginago (que inclusive, super indico) e me apaixonei pelo canal e pelo conteúdo daquele vídeo. Fui atrás do livro loucamente e, adivinhem só, não me arrependi! Vamos por partes:

Escrita: A escrita da Serena é muito simples, sem palavras rebuscadas, sem grandes dilemas, o que me prendeu bastante ao livro e, creio que, foi um grande fator para que eu tenha terminado tão rápido.

Personagens: Peculiar. Peculiar é a palavra que pode descrever todos os adjetivos e pensamentos que rodaram em minha cabeça depois de ler esse livro. Muito bem construidos, com características bem explicitas pela autora e, sinceramente, eu adorei. Gostei pela maneira como a obra foca na personalidade da Fera, que foi deixada tão de lado pelo filme.

Eventos: Todos muito bem conectados, os eventos aparecem com a única finalidade de  responder perguntas que atormentaram os fãs dos clássicos da Disney por muitos anos. Por que o príncipe ficou daquele jeito? Quem teria feito aquilo com ele? Como? E os funcionários, por que sofriam da maldição também?

Se os fãs da Disney, que assim como eu, possuem muitas perguntas que não foram respondidas até hoje, recomendo muito esse livro. Serena Valentino, com a autorização dos Estúdios Disney, expõem um lado que ainda não conhecemos sobre nossos clássicos favoritos do maravilhoso mundo da Disney.

Publicado em Quotes

Quotes: Twitando com o vampiro

Hoje eu trouxe algumas frases super legais que me deparei lendo Twitando com o vampiro do Aislan Coulter:

🦇 “As melhores coisas não podem ser ditas, pois transcendem o pensamento”
🦇 “A arte tem esse poder qualificado e, até certo ponto, convincente. Traz impressões múltiplas de um mesmo ponto de vista. Mas o que está embutido – não no contexto externo da obra, mas em seu interior – pode capturar a alma para sempre”
🦇 “E o que poderia ser pior que os meus fantasmas?”
🦇 “Você não pode ser o Peter Pan. Não pode simplesmente anular a existência adulta e voltar a ser jovem”
🦇 “Esperam que as lembranças naufragem num velho Martini ou queimem num bom e velho uísque escocês”

Publicado em Resenha

Nem tudo é o que parece ser

Mãe
Substantivo feminino
1. Aquela que gerou, deu a luz ou criou um ou mais filhos.
[Figurado] aquela que oferece cuidado, proteção, carinho ou assistência a quem precisa.

Eu não sabia o que era instinto materno até conhecer Melinda Kelly. o livro de Juliana Dantas é repleto de reviravoltas, confusões e brigas, mas tenho que confessar: eu amei cada uma delas, mas calma lá, vamos por partes!
Escrita: A escrita da autora é bem leve, sem muito mistério. O uso de palavras comum ao vocabulário do dia-a-dia ajuda na fluidez da leitura, que no meu caso, foi contínua.
Personagens: São personagens complexos, muito bem trabalhados. Você leva um tempo para chegar ao ápice da personalidade de cada um. É aos poucos conforme se vai lendo, o que pra mim foi muito torturante porque eu achava que a personagem principal não tinha uma opinião formada, era fraca e um tanto quanto influenciável, mas Juliana Dantas trabalhou tão bem a psicologia por trás da personalidade da mesma que pude sentir e compreender suas escolhas.
Eventos: A cascata de eventos é intensa. Quando chegamos ao clímax da obra, você se vê tão perdido quanto os próprios personagens. Tão cansado e tão afetado quanto eles.
Extra: O final é o que mais gostei de tudo, o livro em si é muito bom, mas aquele epílogo me conquistou.
Juliana Dantas, em A verdade oculta, se mostrou uma escritora perspicaz e nos deixa um aviso: nem tudo é o que parece ser.

Publicado em Entrevista

Entrevista com escritores: Matheus Aded

O entrevistado de hoje foi o Matheus, o poeta do @adedpoeta (Instagram):

1) Com quantos anos se descobriu apaixonado pela escrita? R: Desde pequeno eu já mostrei aos meus pais que gostava muito de escrever. Fiz meu primeiro livro com o 6 anos, e a partir daí, fui fazendo vários pra me divertir. Então, posso dizer que sempre fui apaixonado por escrever. É um rotina que gosto de ter na minha vida, porque me ajuda a externar sentimentos que estão presos.

2) Tem algum autor ou livro favorito? Qual? R: Gosto muito do Augusto Cury e do Dalai Lama, pois ambos me fazem pensar muito sobre a vida. George Orwell, William P. Young são outros que também gosto por possuirem uma criatividade incrível.
Gosto de muitos filósofos e sociólogos, mas a lista é grande!
Desde Karl Marx à Nietzsche.

3) Como leitor, qual seu gênero favorito? R: Eu gosto bastante de livros de romance no geral, mas devo admitir que tenho uma queda incrível por livros de Filosofia, Sociologia e Antropologia. Também amo demais ler poesias, tanto as atuais, de pessoas aqui no Instagram, como as antigas de poetas já muito renomados. Em especial, Shakespeare sempre me encantou com o seu dom com as palavras…

4) Como se sente ao ver seus textos inspirando pessoas e espalhados por tantas redes sociais? R: Eu me sinto muito emocionado por cada elogio que recebo. É muito importante apoiar as pessoas a realizarem seus sonhos. Eu estou muito feliz por tudo que consegui conquistar até hoje, aqui no Instragram. Sinto a cada poesia que posto que meu sonho está cada vez mais perto de se tornar realidade. Só tenho a agradecer por todo mundo que está me acompanhando, é muito gratificante.

5) Algum projeto para o futuro? R: Eu sou uma pessoa muito sonhadora. Sempre que sonho, eu sonho bem alto. Isso às vezes já me fez quebrar a cara, mas eu espero que dessa vez seja diferente, espero conquistar tudo o que eu quero daqui pra frente. Sobre o futuro eu acho que a incerteza sempre vai reinar, mas os desejos do presente a gente pode sempre botar em prática. E eu não desejo tanto assim. Eu quero ter uma família feliz com minha namorada, com filhos e um cachorro de companhia. Sobre o hábito de escrever, quero conseguir concretizar sonho de escrever meu primeiro livro, e com isso conquistado, escrever vários outros! No final de tudo, apenas quero ser feliz no futuro. Com saúde mental e física, e com minha família ao meu lado. É no simples que se guarda o mais belo.

Publicado em Resenha

Me tragam mais uma dose de sangue, por favor!

Adquiri esse ebook em uma campanha que estava tendo de #os13malditos em que minha parceira, Soraya Abuchaim, e mais alguns escritores estavam participando. Eu me interessei muito pela capa e pela sinopse. E de fato, esse livro foi muito além de minhas expectativas. Já recomendo: esse livro é para pessoas que tem estômago forte, adora um sangue e ama coisas brutais!

Escrita: A escrita é bem leve, ajuda muito na fluidez, não tive a necessidade de parar em nenhum instante para pesquisar significado de palavras ou algo do gênero.

Personagens: Confesso, no começo eu fiquei muito perdida sobre como os personagens estavam organizados, isso me dificultou bastante, mas, na minha opinião, o que te move mais para ler o livro é para saber como aqueles personagens tão diferentes estão conectados e de que modo. Porque?

Eventos: Gostei muito das explicações que encontrei no livro, sobre a história da natureza de algumas aberrações, o modo como elas foram expostas, mas confesso que não entendi alguns eventos, principalmente o final. Gostei muito de algo que esse livro me causou: a mania de querer romantizar tudo. Eu já estava shippando um casal!

O livro é muito bom, gostei da pegada sangrenta e sem censura, isso é algo que não encontramos hoje em dia. Obrigada Aislan,por ter renovado em mim meu espírito sangrento!

Me tragam mais uma dose de sangue, por favor!

Publicado em Quotes

Quotes: Depois das cinco

Após terminar esse livro maravilhoso, não podia deixar de trazer algas frases lindas que não passaram em branco.
🌻”Ajudar um amigo é uma das coisas mais importantes que existem”
🌻”Ninguém está livre das dores do amor”
🌻”Por que tudo tem sempre que ter gênero definido?”
🌻”As pessoas se apaixonam por pessoas desde que o mundo é mundo e e habitado”
🌻”As melhores conquistas são as mais difíceis. E as mais prazerosas no final”
🌻”Tem muita gente que não acredita que pode ser amada. Está sempre tentando achar motivos para não acreditar no amor que lhe é oferecido”
🌻”O amor acontece entre pessoas tão improváveis”
🌻”O amor nos deixa forte. A gente supera tudo por amor”